Bate e volta em Whistler

Para quem está na costa oeste do Canadá,  nas proximidades de Vancouver não pode perder a visita a Whistler (apenas 125km), nem que seja um simples bate e volta, como foi o meu caso. Logicamente que se você puder ficar mais algum tempo no vilarejo aos pés das montanhas Whistler e Blackcomb com certeza vai ser ótimo! Os hotéis da cidade são lindíssimos e charmosos e, principalmente no inverno, você vai encontrar muito o que fazer por lá (no verão também… mas atividades não tão famosas!)!

Só para se ter ideia de como a cidade tem vocação turística, a população fixa da cidade é de pouco menos de dez mil habitantes que se transforma em cerca de dois milhões de anualmente, principalmente para praticar esqui alpino e mountain biking.  A temporada de esqui por lá é considerada uma das melhores da América do Norte.

Em Vancouver você encontra diversas agências que oferecem esse passeio de um dia até roteiros completos de uma semana.Você  pode ainda pegar o shuttle diário pela Pacific Coach Lines que sai do Aeroporto Internacional ou ainda de Downtown (veja aqui os horários) que tem o custo estimado entre $25 e $50 por trecho. Caso você esteja com um orçamento apertado uma boa dica é passar pelas escolas de inglês da cidade (são inúmeras!) e se informar de qual agência partem esses passeios.  Em geral você vai conseguir um preço melhor apesar de correr o risco de viajar em um ônibus escolar (estilo o dos Simpsons) pouquíssimo confortável para quem está acima dos 12 anos de idade!  A compensação vem do fato que essas excursões costumam parar em cachoeiras lindíssimas a caminho Whistler (mas o lado ruim disso é que encurta ainda mais o tempo na cidade :/).

Mas tudo depende do seu estilo de aventura e do bolso.

Chegando no vilarejo são poucas ruas a percorrer e você dará de cara com uma das principais atrações: a gôndola. Vale cada centavo do seu rico dinheirinho! Você tem vários níveis a percorrer e pode ir parando nas montanhas intermediárias (o que eu aconselho fortemente você fazer!). Você também poderá decidir o tipo de atividades que quer praticar: ski, snowboard, mountain bike… tudo vai depender da estação do ano e também do seu tempo na cidade. No meu caso eu me diverti muito vendo os tombos alheios… mas não passei de uma mera expectadora!

No meu caso aliás a gôndola já foi o máximo de adrenalina que eu aguentaria naquele momento: eu morro de medo de altura! Apesar dos primeiros estágios serem cumpridos em um carrinho fechado, logo mais acima os carrinhos passam a ser banquinhos abertos com apenas apoio para os seus pés… brrrrrrr fora o frio, o medo é companheiro fiel de todo o percurso! DICA:  Caso você também tenha medo de altura, jamais, JAMAIIIIS, nunca!, mas nunca mesmo! (entendeu?!) divida o carrinho com amigas japonesas… sim, elas gritam desesperadamente como nenhum psicólogo oriental pode me explicar! ¬¬

E conforme você vai subindo a paisagem vai ficando proporcionalmente mais linda… e muito mais fria! Prepare-se com um bom casaco, gorros e luvas. Nunca subestime o frio que pode fazer, principalmente por conta do vento! DICA: Nunca subestime o frio… o pior que pode acontecer caso não esteja tão frio é você ter que carregar alguns adereços a mais na sua mochila. Porém se você não estiver suficientemente protegido do vento frio pode ser facilmente vítima de uma queimadura por congelamento, o que não é nada bonito, nem legal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s