Entrevista para o visto americano

Com a papelada toda preenchida é hora de começar a se preparar para o dia da entrevista. Separar documentos que comprovem vínculos fortes com o Brasil, planejar a ida até uma das cidades das embaixadas (Brasília, São Paulo, Recife ou Rio de Janeiro), tirar fotos e o mais trabalhoso: se preparar psicologicamente para receber um sim ou ainda um não sobre a sua possibilidade de entrada nos EUA.  Não existe nada que garanta um sonoro e vibrante SIM, o seu visto foi aprovado, mas podemos aumentar as chances seguindo algumas dicas simples!

1o passo:

O primeiro passo para o dia da entrevista é criar uma pasta (pode ser um envelope também) reunindo todos os documentos necessários.  Atenção, a sua pasta vai precisar de (levando em conta o visto B2 para turistas):

  • Impressão do comprovante de  agendamento.
  • Impressão da confirmação do preenchimento do DS-160 (não é necessário levar cópia dos dados preenchidos no formulário. Guarde com você por segurança e para conferência, mas ninguém vai te pedir essa documentação e pode acabar mais atrapalhando do que ajudando.
  • 1 foto 5×5 ou 5×7 que sigam as regras estipuladas pelo consulado (http://travel.state.gov/visa/visaphotoreq/visaphotoreq_5334.html).
  • Passaporte válido por pelo menos 6 meses.
  • Comprovante de pagamento da taxa de $140 no Citibank.

Esses são os documentos principais e obrigatórios. Sem isso você nem coloca os seus pézinhos pra dentro do consulado. Existem diversas pessoas vestindo coletes vermelhos ao longo da fila de espera para conferir e triar todos os documentos. Para provar os seus vínculos com o Brasil outros documentos PODEM ser solicitados pelo entrevistador (só mostre caso ele explicitamente lhe peça!). Não é uma lista fechada mas sim sugestões de documentos que podem ajudar a provar que a sua ideia é NÃO imigrar ilegalmente para os EUA.

  • Comprovante de vínculo empregatício: carteira de trabalho, contrato de trabalho ou ainda o contrato social da sua empresa para o caso dos empresários ou pessoas jurídicas.
  • Últimos três holerites ou pró labores.
  • Extratos bancários dos últimos meses, incluindo investimentos que você tenha no país.
  • No caso de possuir bens como carro, casa, apartamentos, levar cópia dos documentos comprobatórios da posse.
  • Últimas duas declarações do imposto de renda.
  • Certidão de casamento e cópia do RG dos filhos (caso você tenha família que ficará no Brasil enquanto você viaja).
  • Comprovante de matrícula em cursos de graduação ou pós graduação que estejam em curso.
  • Impressão contendo a sua intenção de reserva em um hotel no período e cidade desejados. Caso você vá se hospedar com parentes peça que eles lhe enviem uma carta convite. Garanta que eles se identifiquem e provem que estão em situação legal nos EUA.

Além dos documentos lembre-se de levar:

  • Dinheiro em espécie para pagar o serviço de correios (que o custo vai depender da região do Brasil que você mora e em qual consulado você vai comparecer a entrevista) e para se alimentar na lanchonete dentro do consulado (além de cara ela só aceita dinheiro!).
  • Uma caneta esferográfica para usar no preenchimento do envelope do sedex.

Lembre-se de NÃO levar (ou deixar em algum guarda volume FORA do consulado):

  • Celulares, computadores, tablets, pen drives, iPods, câmeras fotográficas, mp3 players, chaves de carro com baterias, vídeo games. Enfim… aparelhos eletrônicos em geral não são permitidos.
  • Nem preciso falar mas… objetos pontiagudos, armas, cortantes e demais itens que possam de alguma forma causar problemas com a segurança do lugar!

2o passo:

Organize-se para chegar no consulado com alguma antecedência. Mesmo com avisos de que o consulado não tem estrutura para te receber muito antes do horário agendado isso na verdade é uma forma de tentar diluir o volume de pedidos ao longo do dia. Na verdade funciona a boa e velha ordem de chegada. Não há garantias do tempo total que o processo vai tomar, mas por experiência própria vá preparado para 3 a 4h de pé na fila. O consulado de SP abre as 6h da manhã. Cheguei lá as 7h30 (o meu horário era as 9h) e já estava fervendo o lugar!  Se você não é de SP pesquise antes como chegar até lá e quais as melhores rotas!

Consulado Geral dos EUA em São Paulo
Rua Henri Dunant, 500,
Chácara Santo Antônio,
São Paulo- SP
04709-110

Pra quem vem de avião a vantagem é descer em Congonhas e vir de taxi. Pra quem precisa ficar em hotel, é bom pesquisar os que ficam próximos ao Shopping Morumbi. E pra quem vem de carro, é bom chegar cedo para conseguir vaga nos disputados e caros estacionamentos no entorno do consulado. Prepare-se para facilmente pagar R$30,00 para estacionar o seu carro no sol.

Esqueça o salto alto. O processo todo é bem cansativo e ninguém merece um sofrimento adicional. Use roupas confortáveis MAS mantenha a compostura! Evite chamar a atenção usando roupas muito curtas ou decotadas, roupas rasgadas ou se portar de maneira inconveniente. Não precisa ir de roupinha de missa mas também não precisa se disfarçar de pedinte! Não force a barra!

3o passo:

Já na fila de espera para entrar no consulado fique esperto com as dicas das atendentes de colete vermelho. Deixe os documentos a mão e procure ser gentil e educado com os funcionários do consulado. Um bom dia e um obrigado não custa nada e ajuda a tornar a situação melhor para todos.  Caso falte algum documento você ainda tem chances de conseguir ser atendido no mesmo dia. Basta seguir as orientações das atendentes.

A fila vai ser longa e você vai passar horas de pé. Esteja preparado e conformado! Antes de entrar propriamente no consulado você passará por um raio X (como o dos aeroportos) para garantir que não está com nenhum daqueles objetos que eu te disse para não levar!

A partir desse ponto você vai esperar para tirar as impressões digitais e em seguida passar pela entrevista. Quer uma dica? Leve um livro ou uma revista para se distrair!

Dicas para a entrevista:

Ok… todo mundo fica nervoso. Mesmo quem tem certeza de ter todos os documentos em ordem e ter como comprovar os vínculos com o Brasil. É natural e os entrevistadores sabem disso e, em geral, tentam minimizar o sofrimento! hehehehe Novamente vale a dica da educação: um bom dia e um sorriso não custam nada.

  • Procure olhar nos olhos do entrevistador durante todo o tempo da entrevista.
  • Seja gentil e educado. Porém seja principalmente direto. Não responda mais do que lhe foi perguntado. Caso, apenas CASO, o entrevistador solicite um documento você pode entregá-lo para que ele o inspecione. Não tente enrolar nem puxar papo. O seu objetivo é conseguir o visto e o objetivo do entrevistador é… é te dar o visto! Logicamente isso nem sempre acontece.
  • Novamente: JAMAIS MINTA. Lembra do formulário DS160? Ele está aberto na frente do entrevistador. E aquilo que não bater entre as perguntas dele, as suas respostas e o formulário com certeza vai gerar um ponto de atenção.
  • Esteja preparado para que nenhum documento daqueles que você levou horas separando e imprimindo seja pedido (meu caso!!!)

O que vai ser perguntado?

Acredito que isso depende muito da forma como o formulário DS160 foi preenchido e dos seus objetivos nos EUA. Basicamente o entrevistador vai confirmar alguns dos dados que você já informou anteriormente.

Possíveis perguntas:

  • Qual o seu objetivo nos EUA?
  • Para onde pretende ir?
  • Quem vai viajar com você?
  • Já viajou para fora do país antes? O que você foi fazer em XYZ país? Quanto tempo ficou lá?
  • O que você faz no Brasil? Há quanto tempo está na empresa XPTO ?
  • Onde você se formou?
  • Você fala inglês?

Em todas essas possíveis perguntas não minta. Opa, eu já disse isso antes né?! Caso necessário estas perguntas vão gerar outras e outras. Mas de maneira geral, dos 1600 vistos pedidos apenas 5% é negado. Obviamente cada caso é um caso mas é quase sempre possível se identificar um ponto que ficou frágil, sem comprovação suficiente ou pouco explicito para o entrevistador e que acabou gerando um visto negado.

Se depois da entrevista você ouviu o sonoro SIM é hora de pegar mais uma fila para preencher o envelope do Sedex (mas nesse momento a felicidade é tanta que você nem vai se importar em ficar mais uma meia horinha de pé no sol. A previsão de entrega gira em torno de 6 dias úteis. Mas… confesso que já estou nervosa com os quase 10 dias úteis que já se passaram e o meu passaporte/visto que ainda não chegou :S. com um pouquinho de atraso chegou ontem o meu passaporte com visto B1/B2 válido por 10 anos (não entendi nada! na verdade pedi apenas o visto de turismo!) UHU!

Maiores informações visite: http://portuguese.brazil.usembassy.gov/pt/niv-hours-sp.html.

Anúncios

3 respostas em “Entrevista para o visto americano

  1. Agradeço as informações! Eu estava tranquila até ontem, pois minha entrevista está agendada para amanhã, no mesmo horário que a sua! E agora a pouco começou a bater pânico! ahahah! Mas a minha irmã me enviou esse site para me informar sobre isso tudo que você escreveu, e já me acalmou… Que dê tudo certo amanhã!
    Obrigada, e ótimas viagens para você!
    Um abraço!

    • Oi Alinne! Num tem porque ficar nervosa! Se você separou todos os seus documentos vai tranquila, chegue cedo e leve um livro pra passar o tempo! =D E depois passa por aqui pra contar como foi tá? Beijo e ótima entrevista pra você!

  2. Pingback: Solicitando o visto americano | De viagem em viagem…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s