Um “pulim” em Buenos Aires

CongresoTem coisas que a gente não nega. Tem coisas que é até pecado negar! Eis que no meio da manhã me surge um update no Melhores Destinos (não, eu não ganhei nenhum tostão para divulgar o blog!) anunciando passagens para Buenos Aires pela Turkish Airlines por R$179,00. É. É isso mesmo, ida e volta por 179 dilmas! Não dava pra perder né?!

Limonada turcaEmbarcamos numa quinta feira a noite, num dia de muitos atrasos e muita complicação na saída do vôo em Guarulhos. Depois de muita lenga lenga, embarcamos em uma viagem pitoresca em uma companhia aérea turca. Digamos que é bem estranho ouvir como primeira língua o turco! E para ter uma experiência completa começamos o vôo tomando uma deliciosa limonada turca!

Aliás recomendo a Turkish Airways. Uma boa relação custo-benefício mesmo na classe econômica, oferendo mimos e um bom atendimento durante todo o vôo.

ar_mayoJá em território argentino, o desembarque foi bem curioso também. Sempre ouvimos dizer que para ir pra Buenos Aires não é necessário embarcar com o passaporte certo? Certíssimo! E por uma questão de segurança e de mil nóias fomos de RG em mãos. Só um problema: o RG precisa ter menos de 10 anos de emissão! Mesmo após o alerta da atendente da Turkish, ainda em Guarulhos, resolvemos embarcar assim mesmo com nossos RGs dinossauros correndo o risco de não conseguirmos entrar na terra do doce de leite. Fomos rezando todos os minutos do vôo para que a imigração fosse bem tranquila.

Então começamos o post com a primeira GRANDE dica: embarque para a Argentina portando passaporte OU tenha certeza que seu RG tem menos de 10 anos de emissão! Não arrisque, não se estresse… vá n o garantido, vá de passaporte! Ok?!

ar_recoletaComo eu comentei essa ida para Buenos Aires não foi exatamente bem planejada. Ela
aconteceu em um período conturbado e de forma repentina (quem é que vai perder uma promoção dessas né?!). Então de certa forma podemos dizer que o acaso tomou conta dos pontos turísticos visitados.

O primeiro desafio enfrentado foi trocar dinheiro. Não  compensa trocar seus reais por pesos aqui no Brasil. Compensa embarcar com seu rico dinheirinho e comprar pesos lá na Argentina. Se estiver inseguro troque apenas o mínimo necessário no aeroporto. Porém atente-se ao horário de chegada e ao horário de funcionamento da casa de câmbio.

Você facilmente vê gente trocando reais por pesos na Calle Florida. Eu particularmente não me senti segura por lá e preferi trocar parte dos reais em uma casa de câmbio oficial. Escolha minha por questões de segurança. O cambio extra oficial compensa financeiramente muito mais e exige na mesma proporção atenção e cuidado com notas falsas. Como alternativa também existem lojas que aceitam o pagamento em reais. Nesse caso procure pagar com notas grandes de real para receber o seu troco em peso! Recomendo a famosa loja de alfajores Abuela Goye para comprar uns presentinhos e ainda de quebra fazer um câmbio.

ar_metroPassada essa primeira etapa de troca de dinheiro entramos de cabeça na corrida visita aos pontos turísticos. Estavamos dispostos a andar bastante mas eu aconselho aos menos corajosos e a quem dispuser de menos tempo a pegar o metrô para conseguir otimizar mais as visitas. O metro de BsAs é bonzinho e requer a mesma atenção de todas as cidades grandes: fique de olho na mochila e evite chamar a atenção para objetos pessoais de valor.

Como o Ibis em que nos hospedamos fica de frente para a Plaza del Congreso, começamos por lá. E de lá seguimos a pé para a Casa Rosada. Nesse percurso passamos pela Av Nueve de Julio, que sustenta o posto de mais larga avenida do mundo. De lá pode avistar o famoso Obelisco também! Aproveitamos também para conhecer o
famoso Café Tortoni, (segunda GRANDE dica!) e tomar um belíssimo café da manhã por lá. Os churros são magníficos e valem cada caloria ganha! Um ótimo lugar também para trocar os seus reais =)

ar_obeliscoCaminhando pela Avenida de Mayo até o fim chegamos na Plaza de Mayo, mundialmente conhecida pelos acontecimentos políticos e históricos mais famosos da Argentina. Para se ter idéia, desde a década de 1970 as Mães da Praça de Maio se reúnem com fotos de seus filhos desaparecidos pelos militares durante a ditadura argentina. É um lugar que costuma reunir os mais engajados para um protesto contra o governo.

Nos arredores da Casa Rosada encontramos a famosa Calle Florida, a rua comercial da capital argentina. Muito movimento, muito comércio e muitas casas de câmbio extra oficiais operam por ali.

Quase no final dela está a Galeria Pacifico que vale a visita e pode servir como um bom lugar para descansar os pés! Como era final de novembro a bela árvore de Natal Svarovsky estava já montada =) E conseguir uma foto por ali também já estava bem disputado!

ar_maderoSe você estiver com pique estique para Puerto Madero, uma zona portuaria que foi completamente recuperada e modernizada, e que hoje concentra inúmeros bares e restaurantes a beira do Rio de la Plata. O bairro se tornou tão nobre que inúmeros arranha céus foram construídos por ali. Você facilmente vê edifícios que batem os 50 andares! Foi realmente uma reurbanização que deu certo.  Aproveite para andar despreocupadamente pelo calçadão e assistir um belo por do sol!

Não deixe também de visitar o Bairro de San Telmo.  Aos domingos a feira que acontece nas ruas do mais antigo bairro da cidade é parada OBRIGATÓRIA! Muitos locais e muitos turistas se apertam para ver uma mistura de brechó a céu aberto, galeria de arte e muito artesanato.  Andando pelas ruas do bairro você também encontra uma das maiores homenagens a personagem Mafalda, personagem do famoso cartunista argentino Quino. A personagem inclusive é considerada a segunda mulher mais famosa do país, perdendo apenas para Evita. Terceira GRANDE dica: vá bem cedinho ou durante os dias de semana se você quiser tirar uma foto com a Mafalda! Aos finais de semana lota absurdo o entorno do banco e chega a formar uma fila gigantesca!

E por falar em Evita, nenhuma visita a Buenos Aires é completa sem passar pelo belíssimo Cemitério de La Recoleta. Sim, isso mesmo.

C E M I T É R I O. E não adianta olhar com essa cara desconfiada de quem acha que vai ser a maior furada. Esse foi o meu passeio favorito na cidade. Junção de arte, história em um cenário pra lá de pitoresco! Aproveite pra seguir algum tour guiado para poder conhecer mais em detalhes a história de vários dos túmulos famosos ali presente.  Pode soar estranho mas é um bom lugar para relaxar e curtir a beleza arquitetônica do lugar! Principalmente porque o bairro da Recoleta é muito interessante e vai exigir de você uma boa caminhada.

Ali colado no cemitério você encontra o Buenos Aires Design. Uma junção de lojas de decoração muito legais. Vale a pena a visita e até a compra de alguns presentinhos para a família.  Foi-se o tempo que BsAs era boa para compras… o preço das coisas é bem salgado ou no melhor dos casos empata com o Brasil.  E por conta dessa inflação prepare-se para andar com muitas notas do peso argentino. No período da viagem a melhor cotação que achamos foi de 4 pesos para cada real (câmbio paralelo). Mas com o andar da carruagem esse câmbio deve estar cada vez mais flutuante!

De modo geral Buenos Aires deixou saudade. Foi uma viagem corrida e com certeza longe dos roteiros planejados e bem executados que gosto de fazer (hehehe)! Mas ficou aquele gostinho de quero mais… Quero mais alfajores, quero mais dulce de leche, quero mais empanadas, quero mais churrasco, quero mais vinhos!

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s